Brain4child - O passo a passo para uma educação de resultados!

Neuroblog

O passo a passo para uma educação de resultados!

O que é o Método Glia?

O Método Glia é um programa educacional em que conhecimentos científicos sobre o cérebro infantil são aplicados para identificar e estimular as habilidades e dificuldades de cada criança, viabilizando um desenvolvimento pleno e alto desempenho escolar.

Com base em evidências científicas atuais, pesquisas populacionais e vinte e cinco anos de experiência clínica em desenvolvimento infantil, esse método representa uma valiosa e inédita ferramenta para a educação no século 21.

A aplicação do método consiste em duas etapas: identificar  as dificuldades e habilidades de cada criança ou adolescente e intervir através da capacitação de pais, professores e terapeutas com estratégias que irão reabilitar as dificuldades e estimular as habilidades de cada criança em sua singularidade.

O Método Glia tem como alvos de intervenção: saúde mental (bem estar), resiliência (habilidades para enfrentar e superar as adversidades da vida), habilidades sociais, funções executivas “quentes” (regulação emocional e inibição comportamental), funções executivas “frias” (objetivar, planejar, organizar, iniciar, focar, perseverar, monitorar, flexibilizar e operacionalizar), metacognição (estratégias de estudar, escutar, anotar, ler, compreender, redigir, pesquisar, se preparar e fazer provas) e motivação escolar.

Com programas similares apenas no Hemisfério Norte, o Método Glia tem como marca registrada do seu ineditismo o sistema online de avaliação e identificação da diversidade infantil e a aplicação das intervenções pelos principais agentes educacionais, sejam eles pais, professores ou terapeutas em atuação com a criança ou o adolescente.

A quem se destina o Método Glia?

As evidências científicas comprovam que as funções executivas determinam uma série de desfechos de extrema importância ao longo da vida como desempenho acadêmico, saúde mental, competência social, realização profissional, estabilidade conjugal e saúde geral, entre outros. Elas encontram-se deficitárias em condições como o Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade, outros Transtornos Mentais ou nos Transtornos de Aprendizagem (Dislexia, Discalculia, Disgrafia, etc.), mas também em crianças e adolescentes sem essas condições patológicas. A boa nova é que as pesquisas mais  recentes revelam que as funções executivas podem ser educadas desde bem cedo prevenindo déficits futuros, podem ser reabilitadas nas crianças que as apresentam deficitárias e ainda estimuladas naquelas cujo desempenho é apenas mediano.

O Método Glia, portanto, se destina a todas as crianças e adolescentes com idade entre 5 e 18 anos, com ou sem dificuldades comportamentais, emocionais ou de aprendizado. Crianças que apresentam necessidades educacionais especiais ou deficiências (visual, auditiva, motora ou intelectual) podem igualmente ser bastante beneficiadas pelo método.

O que compõe o kit do Método Glia?

• Um acesso para o Sistema Glia de avaliação online onde os pais, o professor e a criança preenchem questionários online, cientificamente elaborados, que identificarão as dificuldades e habilidades da criança nos diversos setores supracitados.

• 2 cartilhas azuis: destinadas aos pais, professores e terapeutas que ensinam o que são funções executivas e resiliência, como identificá-las e educá-las no dia a dia da criança, em casa e na escola.

• 1 cartilha verde: destinada ao professor da escola, professor particular ou psicopedagogo que atua com a criança, com instruções para atividades que desenvolvem funções executivas e metacognitivas no contexto escolar.

• 1 cartilha laranja: destinada ao terapeuta (das áreas de Psicologia, Psicopedagogia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional) ou pais e educadores em geral, com um programa de intervenções dinâmicas e divertidas focadas em funções executivas e metacognitivas, baseadas em terapia cognitivo comportamental, com o objetivo de potencializar o aprendizado, regulação emocional, controle comportamental e habilidades sociais.

• 2 DVDs em HD com vídeos especialmente produzidos para dar suporte às intervenções em casa, na escola ou no consultório, com duração total de 60 minutos.

• 19 lâminas com ilustrações das funções executivas (objetivar, planejar, organizar, focar, iniciar, perseverar, monitorar, flexibilizar, inibir, regular e operacionalizar) e metacognitivas (estratégias de estudar, escutar, anotar, ler, compreender, redigir, pesquisar, se preparar e fazer provas) para serem afixadas em casa, na sala de aula ou no consultório, servindo de referência para as intervenções.

Sistema Glia de avaliação online

Ao acessar o endereço sistema.brain4child.com.br   os pais digitam o CPF e email cadastrados na compra do Método Glia na loja virtual. Estando corretas as informações eles são direcionados ao cadastro de identificação da criança e questionários online.

Questionários online

O questionário dos pais deve ser preferencialmente preenchido por ambos em consenso, no entanto, em caso de impossibilidade de qualquer natureza, o mesmo deve ser preenchido por apenas um deles ou pelo responsável (ou responsáveis) pela criança ou adolescente. Ele é composto por 170 perguntas de múltipla escolha que podem ser completadas em uma ou mais sessões, devendo ser salvas as respostas em caso de interrupção do preenchimento.

Na área de cadastro de identificação os pais encontram um campo para cadastro do endereço de e-mail do professor. O sistema enviará, então, um e-mail para o professor com um link através do qual ele terá acesso ao seu cadastro e ao questionário do professor que compreende 72 perguntas de múltipla escolha que podem ser completadas em uma ou mais sessões, devendo ser salvas as respostas em caso de interrupção do preenchimento.

Se a criança encontra-se na Educação Infantil (pré-escola) ou no Ensino Fundamental I (1º ao 5º ano) o e-mail a ser cadastrado pelos pais deverá ser o do coordenador pedagógico ou professor da criança. Se a criança encontra-se no Ensino Fundamental II (6º ao 9º ano) ou Ensino Médio (1º ao 3º ano) deverá ser cadastrado o e-mail do coordenador pedagógico ou professor que melhor a conheça ou que tenha mais tempo de sala de aula com ela. Se o kit do Método Glia foi adquirido nos primeiros meses do ano e o professor ainda não conheça a criança ou adolescente o bastante para preencher o questionário, recomenda-se que seja cadastrado o e-mail do coordenador pedagógico ou professor do ano anterior. Caso os pais não consigam a colaboração do professor no preenchimento do questionário, o sistema prossegue no processo de avaliação a partir das informações fornecidas pelos pais, não constando no relatório final o gráfico referente às funções executivas no contexto escolar.

Na área de cadastro de identificação os pais também encontram um link de acesso ao questionário da criança ou adolescente.  Esse questionário é destinado apenas a crianças já alfabetizadas e com idade igual ou maior que 9 anos. Compreende um total de 100 perguntas de múltipla escolha que devem ser preenchidas com a monitoria dos pais, podendo ser completadas em uma ou mais sessões, devendo ser salvas as respostas em caso de interrupção do preenchimento.

Caso a criança tenha menos de 9 anos de idade ou não seja alfabetizada, o sistema também prossegue no processo de avaliação a partir das informações fornecidas pelos pais e pelo professor,  não constando do relatório final o gráfico referente às funções metacognitivas.

O preenchimento adequado dos questionários requer tempo e paciência. A pressa e a impaciência aqui são inimigas do melhor levantamento das habilidades e dificuldades da criança ou adolescente, colocando em risco o sucesso das intervenções propostas. Para isso, todos os agentes, pais, professor e criança ou adolescente, não precisam preencher seus questionários de uma só vez. A plataforma digital permite que sejam salvas as respostas na medida em que são respondidas, com intervalo de tempo entre as sessões de resposta.

Relatórios

O Sistema Glia processa as informações fornecidas executando operações que comparam o desempenho da criança ou do adolescente com normas estabelecidas para sua idade e gênero na população infantil brasileira. Esse processo viabiliza a definição de um perfil da criança ou adolescente em saúde mental (bem estarpsicológico), resiliência (habilidades para enfrentar e superar as adversidades da vida), habilidades sociais, funções executivas “quentes” (regulação emocional e inibição comportamental), funções executivas “frias” (objetivar, planejar, organizar, iniciar, focar, perseverar, monitorar, flexibilizar e operacionalizar), metacognição (estratégias de estudar, escutar, anotar, ler, compreender, redigir, pesquisar, se preparar e fazer provas) e motivação escolar.

As características de ajuste psicossocial (sintomas emocionais, de conduta, de desatenção e hiperatividade, habilidades sociais,  dificuldades psicossociais e o consequente impacto nos vários contextos da vida) são definidas através do uso do Questionário de Habilidades e Dificuldades (Strengths and Difficulties Questionnaire, SDQ) licenciado pela Youthinmind Ltd para uso no Sistema Glia de avaliação online.

Após o preenchimento completo dos questionários online, um relatório detalhado é emitido pelo sistema e enviado aos pais para o endereço de email por eles cadastrado.

Havendo consentimento de ambos os pais ou responsáveis, uma cópia do relatório deverá ser entregue ao(s) professor(es) e terapeuta(s) que atuam com a criança ou adolescente.

O relatório é disponibilizado contendo:

  1. Uma lista de fatores de risco (a serem modificados) e de proteção (a serem estimulados) para um bom desempenho escolar e saúde psicológica;
  2. Um relatório padrão (do tipo valor obtido e valor de referência) para o gênero e idade, como em exames de laboratórios em geral, para todas as funções avaliadas, além dos aspectos de saúde psicológica e fatores de risco para o diagnóstico de Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH);
  3. Três gráficos chamados spiders por se assemelharem a uma teia de aranha. O primeiro spider mostra o desempenho da criança ou adolescente nas diversas funções executivas avaliadas, a média obtida para sua idade e gênero e o mínimo de desempenho esperado ou nota de corte, abaixo da qual estão indicadas as intervenções de reabilitação. O segundo spider  tem a mesma lógica de leitura do primeiro e refere-se às respostas ao questionário do professor. O terceiro spider, também de fácil visualização e compreensão, refere-se ao funcionamento metacognitivo da criança ou adolescente.

A avaliação pelo Sistema Glia pode ser repetida após um período de 6 a 12 meses do início da aplicação do Método Glia para que os pais possam averiguar o progresso dos seus filhos através da comparação com a primeira avaliação e assim identificar quais dificuldades  ainda merecem maior atenção e continuidade das medidas educacionais de intervenção. Os pais podem adquirir esse novo acesso ao Sistema Glia pelo site.  

Mais informações de como interpretar esses relatórios podem ser obtidas na cartilha laranja do Terapeuta no capítulo “Utilizando a avaliação de forma eficiente”.

A partir desse relatório iniciam-se as intervenções dirigidas a todas as funções executivas e metacognitivas, reabilitando as dificuldades e estimulando as habilidades, ou opta-se por intervir especificamente nas funções deficitárias. Essa opção deve partir dos pais em consenso com o(s) professor(es) e terapeuta(s) que, porventura, estejam atuando com a criança.

Cartilha Azul

Nessa cartilha encontram-se os princípios do Método Glia, define e detalha cada uma das onze funções executivas, como identificá-las no dia a dia da criança, sua importância para o desenvolvimento infantil e como educá-las. A cartilha também ensina o que é Resiliência e como educar a criança para que tenha essa importante habilidade mental. O kit contém duas dessas cartilhas, uma para os pais e outra a ser disponibilizada ao professor da escola, professor particular ou terapeuta em atuação.

Cartilha Verde

Destinada ao professor da escola, professor particular ou psicopedagogo, nela encontram-se detalhadas atividades para desenvolvimento das onze funções executivas e dez funções metacognitivas em intervenção no método. Esse programa foi elaborado para aplicação a grupos de alunos (redes de ensino, escolas ou salas de aula) ou individualmente. Dessa forma, quando o kit é adquirido para aplicação individual as atividades podem ser conduzidas por um professor particular, psicopedagogo ou mesmo pelos próprios pais de forma extracurricular. O programa consiste em atividades diversas de 30 minutos de duração para cada dia da semana de segunda a sexta feira, num total de 18 semanas, no entanto, sua versatilidade e facilidade de aplicação permite grande flexibilidade. As estratégias de intervenção desse programa foram desenvolvidas para crianças do Ensino Fundamental, no entanto, podem ser facilmente adaptadas para outras etapas de ensino com a experiência, criatividade e habilidade didática do professor.

Cartilha Laranja

Com base em técnicas de terapia cognitivo comportamental, essa cartilha traz um programa de intervenções dedicado a profissionais das áreas de Psicologia, Psicopedagogia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional que já estejam atendendo ou venham a atender a criança ou adolescente em questão. Escrita em linguagem bastante acessível e com técnicas de fácil compreensão e aplicação, a cartilha pode também ser utilizada por pais ou professores altamente motivados a atuar terapeuticamente com seus filhos ou alunos, sobretudo quando as condições econômicas ou a escassez de recursos humanos impede o acesso aos referidos profissionais. Além do programa de intervenções focado nas funções executivas e metacognitivas, a cartilha orienta como utilizar as informações do Sistema Glia de avaliação e fornece numerosas referências em Psicoeducação (livros, filmes, vídeos, sites, jogos e brincadeiras) que podem ser utilizadas nas intervenções de forma bastante eficaz e divertida.

DVDs

Especialmente produzidos em HD para dar suporte às intervenções cada um tem duração de 30 minutos. O primeiro DVD aborda o que são funções executivas, sua importância e como identificar cada uma delas no dia a dia da criança. O segundo DVD apresenta estratégias práticas para educar cada uma das onze funções executivas  no dia a dia da criança em casa e na escola. Os DVDs devem ser atentamente assistidos pelos pais, professores e terapeutas para que todos “falem a mesma língua” e atuem de forma harmônica e integrada, construindo uma rede de colaboração em torno da criança o que resultará no sucesso das intervenções. É altamente recomendável que os pais, após se sentirem capacitados, assistam aos DVDs junto com seus filhos para que se familiarizem com a linguagem e paradigmas adotados na intervenção.

Lâminas das Funções Executivas e Metacognitivas

Um total de dezenove lâminas com ilustrações das funções executivas (objetivar, planejar, organizar, iniciar, focar, perseverar, monitorar, flexibilizar, inibir, regular, operacionalizar) e metacognitivas (estratégias para estudar, escutar, anotar, ler, compreender, redigir, pesquisar, se preparar e fazer provas) compõe o Método Glia para facilitarem as intervenções em casa, na escola ou nas sessões com o terapeuta e serem posteriormente afixadas em casa ou na sala de aula como referência visual permanente das intervenções.

Direitos Autorais

O Sistema Glia de avaliação online e todos os materiais que compõe o Método Glia encontram-se protegidos por direitos autorais e por leis de patentes em vigor em todo o território nacional brasileiro, não podendo ser reproduzidos por fotocópia, digitalização ou outro meio.

Identificando habilidades e dificuldades da criança
Pais e Professores multiplicam suas alternativas presentes e futuras
É a Neurociência revolucionando a Educação


Temos 164 visitantes e Nenhum membro online